Próximo encontro da Rede: 11 de outubro de 2014

Anúncios

Criada a Rede SP de Museologia Social

Em 19 de agosto de 2014, durante o I Encontro de Pontos de Memória, Patrimônio Cultural e Museologia Social, realizado no Museu da Imagem e do Som de Campinas, foi criada a Rede SP de Museologia Social.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A articulação, promovida pelo Instituto Ibaô – Ponto de Cultura e Memória, em iniciativa de Alessandra Gama, contou com a presença do Diretor do Sistema Estadual de Museus, Sisem-SP, Davidson Kaseker, do Diretor de Cultura de Campinas, Gabriel Rapassi, da Coordenadora de Extensão Cultural Lucélia Gallego, representantes e equipes dos museus municipais de Campinas (MIS, MUCI, MUCA – Adriana Verri Maciel, Célio Turino, Sonia Fardin, Juliana Siqueira, Flávia Lodi, Cléber Moura Fé, Adriana Barão, Américo Vilela, Rosângela), Dora Mazzer e Batata, da Coordenadoria de Ação Cultural, Baba Toloji, Regina e obadê, do Instituto Baba Toloji Memória e Identidade Afro (Comunidade da Tradição e Culto Afro – Ilesin Ogun Lakaiye Osinmole), Iara, antropóloga, Ana Laura, Amantha Deri, Mukunda e Flávia Palmonari da Companhia Artística Ungambikkula, Flaudemir, jornalista, Pércila Márcia e Fábio Ramos do Instituto Ecocultura e Milena da Fundação Cassiano Ricardo, de São José dos Campos, Kleber Silva Jr, do Ponto de Memória da Brasilândia, Edna Regina da Casa de Cultura Andorinhas, no DIC 1, Fred do MLK, Ney Moraes Filho, do Centro de Saúde São Quirino e Associação dos Educadores Sociais do Estado de São Paulo, Margareth Morelli, do Centro de Saúde Costa e Silva, Luís Tarley, Ana Paula Piunti, da Associação Nina Griô, Anderson, do Coletivo Mídia Livre Vai Jão! Paula Viana, do Coletivo Socializando Saberes (que fez o registro e a transmissão ao vivo pela rede).

Os primeiros encaminhamentos foram a criação de um grupo de discussão e um website, e a definição de um encontro no Instituto Ibaô, durante a Primavera dos Museus, com ações de formação previstas.